A LUTA É DE TODOS NÓS

No momento de incertezas por que passa a Segurança Pública nacional, especialmente em relação a Polícia Civil, deveríamos lutar ativamente pela nossa existência e por melhorias.

Infelizmente, o cenário é outro, temos os chamados “leões de internet”, que são aqueles incapazes de levantar de vossas cadeiras e lutar por um futuro melhor, que se escondem atrás de apelidos, que torcem pelo fracasso dos movimentos e tecem a todo o momento comentários fúteis, inúteis, mal educados e quase sempre detendo a fórmula mágica da mudança.

Temos aquela minoria, que não dependem dos seus salários, que fazem tudo aquilo que deveriam repreender, manchando o nome da polícia e desprezando os colegas que honram os seus distintivos.

Também temos os “DEUSES”, “donos” da Polícia Civil, que não se misturam com a classe operacional e travam uma luta isolada em prol de seus direitos, sem conseguir enxergar que o problema da nossa polícia são eles próprios.

Temos os Governos de uma forma geral, que não dialogam, que tratam seus policiais de forma injusta, que são incapazes de trazer à sociedade uma Segurança Pública de qualidade e que diante da criminalidade instalada, tentam a qualquer custo mudar o panorama que se instalou ao longo de décadas de incompetência.

Felizmente, contra tudo e contra todos, temos os verdadeiros policiais, aqueles que estão submetidos a escalas desumanas, que não possuem condições mínimas de trabalho, mas que sempre acompanham as lutas, que desejam sorte, que saem de seus lares dispostos a lutar por uma Polícia Civil melhor, muitos aposentados, que sabem que os problemas só serão superados na base da UNIÃO e muita luta.

O suporte para os movimentos e lutas, toda entidade classista fornece, mas depende da força de seus assistidos para que a luta seja realmente forte e obtenha as mudanças que almejamos.

A melhoria que tanto necessitamos passa pelo empenho de cada um de nós policiais, na postura como profissional, no trato com a sociedade, no exercício pleno da função mesmo diante das dificuldades e na união como instrumento basilar da luta por mudanças.

Antes de tecermos críticas e apontarmos culpados pela atual situação, façamos uma reflexão se realmente estamos fazendo a nossa parte

Unidos somos mais fortes!!!

A Diretoria