S.O.S Segurança Pública

O movimento S.O.S Segurança Pública, realizou um ato público na cidade de São Paulo, que teve início em frente ao Palácio da Polícia Civil e seu término na Secretaria de Segurança Pública. Leia mais »

 

Mobilização contra os projetos de lei nºs 920/17 e 921/17

No dia de hoje houve uma grande mobilização na ALESP contra os projetos de lei 920/17 e 921/17, com representantes de todas as categorias de funcionários públicos do Estado de São Paulo. 

O SIPESP foi representado por seu presidente, João Batista Rebouças da Silva Neto, que alertou alguns deputados sobre os problemas que os projetos trarão aos servidores públicos, que não podem pagar a conta dos péssimos gestores públicos, que foram incapazes de controlar os seus gastos. 

Foi uníssono entre os presentes que é necessário uma grande mobilização dos servidores contra os projetos, que será na próxima semana em dia a ser previamente comunicado. 

Deste modo, o SIPESP convoca todos os sindicalizados e policiais civis a ficarem de prontidão e mobilizados, para impedir a aprovação destes projetos. 

A Diretoria

Todos contra os projetos de lei nºs 920/17 e 921/1

O Governador encaminhou para a ALESP dois Projetos de Lei, sob os nºs 920/17 e 921/17, que trarão graves consequências aos servidores públicos de forma geral. 

Caso sejam aprovados, haverá a possibilidade de congelamento de salários, elevação da alíquota da contribuição previdenciária, não concessão de vantagens, suspensão de admissão, implantação de desligamento voluntário, dentre outros prejuízos aos servidores públicos. 

O que já estava ruim pode sim piorar e para impedir que isto ocorra, temos que nos mobilizar. 

Não conseguiremos mudar este cenário caso não haja empenho de todos os policiais civis e servidores públicos de uma forma geral. 

As entidades estão mobilizadas para impedir mais uma tentativa de ofensa ao servidor público. 

O SIPESP lutará até o fim para impedir a aprovação destes projetos!

Governador promete aumento para os Policiais Civis… Será?

Na última semana, na cidade de São Carlos, em evento para entrega de viaturas, o Governador do Estado de São Paulo, anunciou aumento para os policiais civis do Estado de São Paulo.

O anúncio foi feito pelo Governador, sob forte exaltação, após ser contestado pelo Deputado Federal Major Olímpio, durante o seu pronunciamento.

Não se sabe se isso realmente irá ocorrer ou se foi apenas mais uma jogada política daquele que almeja ser o futuro candidato a presidente deste país.

O SIPESP vem há muito tempo cobrando do Governo, através de ofícios e de pronunciamentos públicos do seu presidente, que pelo menos se cumpra a data base e reponha anualmente os salários dos policiais civis, há muito tempo defasados.

Necessitamos de valorização imediata, que certamente passa pelo reajuste anual dos nossos rendimentos.

Aguardamos o cumprimento do prometido ainda para este ano e esperamos que não seja mais uma promessa vazia.

A Diretoria

Presidente do SIPESP participa da Comissão Eleitoral da AIPESP

O presidente do SIPESP, João Batista Rebouças da Silva Neto, na condição de presidente da Comissão Eleitoral, participou no dia de ontem, 11/09/2017, das eleições da nova diretoria da AIPESP. 

A eleição ocorreu dentro da legalidade e a chapa denominada “Valorização”, encabeçada por Vanderlei Bailone, obteve 100% dos votos válidos, de forma que administrará a AIPESP no triênio 2017/2020. 

O presidente do SIPESP parabenizou a chapa vencedora e desejou que a entidade permaneça engajada na luta por melhorias aos nossos policiais, o que sempre realizou ao longo de sua existência. Também lembrou que o SIPESP e a AIPESP sempre estiveram unidas em favor de toda a classe policial civil. 

A Diretoria

SIPESP presente no XVII Congresso da COBRAPOL

O SIPESP, representado por seu presidente, João Batista Rebouças da Silva Neto, esteve presente no XVII Congresso da COBRAPOL realizado na cidade de Belém/PA. 

Vários assuntos foram discutidos, mas o fortalecimento da COBRAPOL foi o tema central dos debates. 

O presidente do SIPESP, durante os debates, parabenizou as entidades presentes, que são aquelas que realmente representam a Polícia Civil e por esta razão devem estar sempre unidas em busca de melhorias para os nossos policiais. 

Como legítimos representantes da região Sudeste, tanto o SIPESP, quanto as demais entidades desta região, filiadas à COBRAPOL, foram contrárias à filiação de entidades sem qualquer representatividade ao quadro da Confederação, pois haverá um enfraquecimento na luta por melhorias. 

Todos os representantes da região Sudeste foram uníssonos ao afirmarem que entidades de fachada, criadas para atender interesses individuais e não coletivos, não estão aptas a figurarem no quadro associativo da COBRAPOL. 

No Congresso foi possível estreitar as relações sindicais com outras entidades de policiais civis do país filiadas, fortalecendo ainda mais os futuros movimentos. 

A Diretoria

Presidente do SIPESP visita o interior de São Paulo

Na última semana, o presidente do SIPESP, João Batista Rebouças da Silva Neto, esteve nas cidades de Assis e Lins, participando de encontros com policiais civis.  

Na oportunidade, o presidente do SIPESP, ressaltou a importância da sindicalização, pois a mudança das condições atuais, passa pelo fortalecimento da entidade sindical, especialmente aquelas legitimadas e com representatividade para representá-los . 

Todos os presentes relataram as dificuldades enfrentadas no dia a dia de trabalho, pois além de cumprirem escalas desumanas, ainda são desviados de suas funções, inclusive para realizar escoltas de presos. 

Se não bastassem os problemas já conhecidos, os policiais civis de Lins, foram “proibidos” por um tal Delegado de Polícia, de comparecerem ao encontro com o presidente do SIPESP, sem qualquer justificativa plausível, demonstrando a realidade da nossa polícia. 

O presidente do SIPESP lembrou que o policial que não briga por seus direitos não é digno de tê-los e que somente reverteremos o quadro atual, quando atitudes como a do Delegado da cidade de Lins deixarem de existir ou forem simplesmente ignoradas. 

A Diretoria

 

Entidades representativas da Polícia Civil da região sudeste se reúnem na sede do SIPESP

No último dia 18/08/2017, estiveram reunidos na sede do SIPESP, o SINDPOL/MG, representado por seu vice-presidente Antônio Marcos Pereira, o SINDIPOL/ES, representado por seu presidente Jorge Emílio Leal, o SINDPOL/RJ, representado por seu presidente Marcio Garcia Liñares, além do próprio SIPESP, representado por membros da Diretoria Executiva. 

Dentre os assuntos debatidos, foi abordado a necessidade de uma ação conjunta em prol de melhorias para a Polícia Civil, o que em breve será efetivado. 

Todos os presentes foram uníssonos em abordar a precariedade por que passa a Polícia Civil em todo o país, especialmente pela ausência de uma política séria de Segurança Pública, que realmente contemple as necessidades dos nossos policiais. 

O presidente do SIPESP, João Batista Rebouças da Silva Neto, ressaltou a importância da união das entidades representativas, que realmente representam os policiais civis da região sudeste, para que as reivindicações surtam os efeitos esperados. 

O presidente do SIPESP, também exibiu aos presentes, a cópia da denúncia protocolada junto à Organização Internacional do Trabalho – OIT, que versa sobre o descaso e violação aos direitos trabalhistas dos nossos policiais civis, por parte do Estado brasileiro, que descumpre princípios basilares, internacionalmente garantidos, como o impedimento do direito de greve, dentre outras ofensas. 

A Diretoria

Presidente do SIPESP é recebido pelo Delegado Geral

No dia de ontem, 27/07/2017, o presidente do SIPESP, João Batista Rebouças da Silva Neto, esteve presente no gabinete do Delegado Geral, Dr. Youssef Abou Chahin . 

Na oportunidade, o presidente do SIPESP, lembrou que a classe policial civil, necessita da imediata reposição salarial, da nomeação de todos os aprovados no último concurso, da abertura de novo concurso para suprir a defasagem de pessoal, de um plano urgente visando preservar as condições básicas de trabalho do policial civil. 

O presidente do SIPESP também ressaltou, que a crise econômica do país não é a culpada pela atual situação da Polícia Civil, mas sim a ausência de uma política séria de Segurança Pública do atual Governo. 

Diante do atual quadro da Segurança Pública brasileira, que inclusive impõe mordaça aos policiais civis de todo o país, o presidente do SIPESP, destacou que no dia de ontem, foi protocolada uma denúncia junto à OIT, por flagrante violação aos direitos trabalhistas dos nossos policiais. 

O Delegado Geral se mostrou solidário, esclarecendo que permanecerá se empenhando por melhorias, que tanto necessita a nossa Polícia Civil. 

A Diretoria

Exposição da Taurus no SIPESP terá início na próxima semana


Conforme noticiado anteriormente, o SIPESP e a Taurus firmaram uma parceria para aquisição de armamentos com condições especiais aos sindicalizados. 

A exposição irá do dia 17/07 ao dia 28/07 e contará com profissionais da Taurus, para que todas as dúvidas sejam dirimidas diretamente na exposição. 

Todo o material ficará exposto na sede da entidade, à Avenida Cásper Líbero nº 58, 7º andar, das 9:00hs às 16:00hs, no centro de São Paulo, onde poderá ser visto e analisado. 

Este é mais um benefício do SIPESP para os seus sindicalizados. 

A Diretoria

Direto da Câmara dos Deputados em Brasília, presidente Rebouças discute sobre o sucateamento da polícia judiciária

Abaixo, veja ao vivo o debate sobre o sucateamento da polícia judiciária: